Como escolher uma bicicleta: guia prático da FKS Bikes!

O ciclismo é uma modalidade muito antiga, mas que sempre está ganhando novos adeptos, afinal, as bicicletas são meios de transportes universais e atemporais, que podem ser usadas tanto para mobilidade urbana quanto para práticas esportivas, hábitos saudáveis e entretenimento.

Por isso, o mercado das bikes está sempre em movimento, lançando novos modelos cada vez mais tecnológicos, que tornam a prática do ciclismo mais prazerosa e acessível. Mas e para quem está pensando em começar na modalidade, como escolher uma bicicleta? Se você está com essa dúvida, acompanhe o nosso post e confira as dicas da FKS com os principais aspectos para montar o modelo ideal!

Quais são os tipos de bicicletas e como escolher uma para começar?

Com certeza você já deve ter ouvido falar e até visto nas ruas que existem diferentes tipos de bicicletas, desde as mais simples como os modelos de passeio, que não possuem marchas, até as bikes de competição, com itens diferenciados que ajudam a aumentar o desempenho do ciclista.

Basicamente, você encontrará os seguintes tipos de bicicletas no mercado: bicicletas de passeio, Mountain Bikes, Speeds, bicicletas elétricas, bicicletas de transporte, BMX, bicicletas dobráveis e as bicicleta infantis.

Tipo e finalidade da bike

Por isso, na hora que for escolher, você precisa saber qual é a finalidade que dará para a sua bike, ou seja, qual é o seu objetivo com a bicicleta que pretende comprar. Você está procurando uma bike para ir para o trabalho, para treinar ou para andar aos finais de semana como hobby?

Outro questionamento que você precisa se fazer é o quanto está disposto a investir em uma bicicleta? Afinal, existem bikes de diferentes faixas de preços disponíveis no mercado, desde as bikes de entrada (indicadas para iniciantes que estão buscando modelos mais básicos), até as bicicletas de competição que possuem recursos superiores, como sistema de transmissão de marchas, freios e suspensão hidráulica, que acabam custando mais.

Nós da FKS costumamos indicar uma Mountain Bike de entrada para os iniciantes, já que são tipos de bikes bem versáteis, que apresentam bom desempenho tanto no asfalto quanto em trilhas com baixo nível de dificuldade (sem muitas pedras ou raízes). A Mountain Bike é um modelo de bike que você poderá usar tanto para mobilidade quanto para treinar, já que apresentam características ideais para iniciantes, como conforto e segurança nas pedaladas.

Tamanho do Aro

pneu e aro de bicicleta fks preta com vermelha

Depois de escolher o tipo da sua bike, você precisará escolher o tamanho do aro para ela. Caso, você tenha optado por uma Mountain Bike, você irá se deparar com três tipos de aro no mercado, o Aro 26, o Aro 27,5 e o Aro 29.

O tamanho influenciará também na altura da bike, mas a principal diferença que ele trará para sua experiência ao pedalar é que, quanto menor o aro, mais arrancada você terá ao pedalar. Nós costumamos indicar para os iniciantes o aro 29, já que ele é um tamanho que proporcionará uma arrancada mais lenta e o ciclista terá mais equilíbrio ao pedalar, por isso, são os modelos mais utilizados do mercado.

Tamanho e Material do Quadro

quadro de bicicleta preto com vermelho fks

Outro item que você precisará decidir qual tamanho escolher é o quadro da sua bike, e você encontrará no mercado dois tipos de materiais mais comuns: o alumínio e o carbono.

Os quadros de alumínio costumam são os mais comuns e baratos, enquanto os quadros de carbono são opções mais modernas e que custam relativamente mais. Contudo, atualmente, o quadro de alumínio tem o melhor custo benefício para quem está começando, afinal, é o material para quadros de bike que vem evoluindo ao longo dos anos e atualmente oferece resistência, leveza e durabilidade, sendo um quadro ideal para os iniciantes no ciclismo.

Já os quadros de carbono são modelos ainda mais tecnológicos, que deixam a bike muito mais leve e, ao mesmo tempo, resistente, porém são quadros para quem está disposto a investir mais em uma bicicleta.

O tamanho do quadro também é um aspecto importante na hora de decidir por uma bike, já que existe um quadro ideal para cada pessoa. O tamanho do quadro deve ser escolhido de acordo com o tamanho do ciclista, afinal, não adianta nada escolher um quadro de alta qualidade, mas do tamanho errado, afinal, pedalar em uma bike com um quadro que não é indicado para o seu tamanho pode te trazer problemas para a sua coluna.

Os quadros das Mountain Bikes estão disponíveis 4 tamanhos diferentes: P, M, G e GG e você pode escolher o ideal para você seguindo as medidas indicadas pelos fabricantes.

Grupo de Transmissão (Velocidades)

grupo de transmissão em bicicleta fks

Agora, chegamos a um ponto muito importante para escolha da sua bike, que é o sistema ou grupo de transmissão (ou marchas) que, nos modelos iniciais, podem oferecer 21, 24 e 27 velocidades, contendo três coroas dianteiras e sete cassetes na roda de trás.

Modelos mais caros, de competição, podem apresentar grupos de transmissão diferentes com apenas uma coroa dianteira com apenas 12 velocidades, mas com opções de cassetes muito mais leves, que otimizam as pedaladas, já que o ciclista consegue passar de uma marcha pesada para uma mais leve muito mais rápido.

Outro aspecto que pode deixar o sistema de transmissão mais caro é o material do qual as peças são compostas. As opções mais caras são feitas em materiais muito leves e resistentes e, consequentemente, oferecerão muito mais durabilidade. Para entender mais sobre os grupos de transmissão de marchas, confira o nosso post sobre como usar as marchas da bicicleta corretamente.

Tipos de Freios

ciclista ao lado de bicicleta e árvore

O tipo de freio também é um aspecto importante para a escolha da sua bike, já que está diretamente relacionado com a segurança que você necessita ao pedalar. No mercado existem diferentes tipos de freios, mas basicamente os modelos mais usados são o V-brake e os freios a disco.

Os freios V-Break são aquele em que as pastilhas são acionadas no aro da bicicleta, enquanto que os freios a disco, como o próprio nome diz, são acionadas no disco que é integrado à roda. Além desse, quando consideramos a opção de freios a disco, eles também são diferenciados pelo tipo de acionamento da frenagem, que pode ser a cabo ou hidráulico.

O acionamento a cabo é o mais antigo e tem um funcionamento muito simples: quando o ciclista aperta o manete de freio no guidão, o cabo aciona o caliper, que aproximar as pastilhas do disco. Por outro lado, os freios hidráulicos são acionados por um induto de óleo no interior do sistema de freios. Para entender mais sobre esses modelos, confira o nosso post sobre freios hidráulicos para bicicletas.

Ambas opções são extremamente seguras, porém o freio hidráulico é mais caro e demanda menos manutenção, e a sua escolha passa mais uma vez por quanto você está disposto a investir em uma bicicleta.

Dica final

guidão e manopla de bicicleta

Mais uma vez reforçamos que a sua escolha dependerá muito do seu objetivo com a bicicleta e quanto está disposto a investir em uma bike. Afinal, será isso que te ajudará a filtrar melhor sobre as opções que você terá a disposição, por isso, avalie bem em quais tipos de terreno e em quais situações você usará a sua bike.

Você pode, inclusive, conversar com um dos consultores da FKS Bike para tirar as suas dúvidas e fazer a melhor escolha na hora de comprar a sua bike!

Deixe um comentário