Ciclismo urbano: 5 regras que você precisa conhecer!

Quem usa a bicicleta no cotidiano, seja para ir trabalhar de bike ou apenas por hobby, sabe que ela proporciona diversos benefícios à saúde e é ágil para chegar em qualquer lugar com tranquilidade. Junto com esses benefícios e o prazer de pedalar sentindo o vento e o momento, as responsabilidades e as regras começam a aparecer.

As bicicletas também fazem parte do grupo de veículos das cidades, uma vez que é um meio de locomoção e atinge velocidades consideradas altas. Portanto, também existem algumas regras que auxiliam na segurança urbana. Hoje, a FKS Bikes separou 5 regras que fazem parte do cotidiano do ciclista que pedalam nas cidades. Algumas delas podem não ser de seu conhecimento e vão te ajudar a contribuir com a mobilidade urbana.

Os ciclistas possuem direitos e deveres no trânsito

casal de ciclista pedalando em avenida usando epi

Existem diversas leis que protegem os ciclistas no trânsito, e se por acaso algumas regras não forem cumpridas por ele, o ciclista poderá levar multas que podem pesar no bolso. Por exemplo, se você se acostumou a andar pela contramão, corre o risco de ser advertido ou multado por algum guarda de trânsito.

Como as grandes cidades estão investindo em mobilidade urbana cada vez mais, principalmente para os ciclistas, flexibiliza-se ainda mais o uso das bicicletas e, consequentemente, aumenta o movimento delas nas ruas, o que exige maior adaptação às regras para manter o fluxo e a segurança.

1- Acessórios

casal de ciclistas com capacetes de segurança, luvas de ciclismo e óculos

Acessórios como espelho e adesivos refletores no corpo da bicicleta e nos pedais são de extrema importância, assim como a iluminação com luzes que piscam para melhorar a visão à noite e a bicicleta poder ser reconhecida por um carro.

Para ter esse reconhecimento imediato da direção em que está indo e permitir que os carros enxerguem a bicicleta, use uma luz branca na frente e uma vermelha atrás. As cores geram uma maior identificação e ao mesmo tempo uma segurança.

Outros acessórios fundamentais que não são regras de trânsito, mas o uso é indispensável, são os equipamentos de proteção individual, como capacetes, joelheiras, os quais protegem contra possíveis acidentes ou impactos. Mantenha sua segurança e pedale com sabedoria.

2- Código de Trânsito e Sinalização

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) se adapta ao cenário atual do país, por isso as regras para o ciclismo são necessárias uma vez que auxiliam na movimentação equilibrada, previnem acidentes e mantém a organização. Entre elas existem as sinalizações de trânsito em placas, semáforos e outras.

Assim como é proibido que motos e carros andem nas calçadas, o mesmo acontece com as bicicletas, e existem motivos para isso: imagina só se um ciclista atropela uma pessoa que está andando nas calçadas?

Claro que quem está com a bicicleta será culpado uma vez que não estava em seu local de mobilidade adequado. Por isso, sempre que pegar sua bicicleta e sair nas ruas, ande no asfalto ou na ciclovia e na direção correta, nunca na calçada ou na contramão.

3- Não pedale depois de beber

ciclista parado mexendo no celular

O álcool é um dos grandes causadores de acidentes e isso também afeta os ciclistas, desde os que correm riscos por motoristas alcoolizados, até mesmo ciclistas que podem causar acidentes com pedestres ou em outros meios de locomoção.

Você pode não ter carteira de motorista e não precisar dela para andar de bicicleta, mas se algum guarda ou policial encontrar você pedalando embriagado pode levar uma multa e, dependendo do que acontecer, até ser preso, pois não está colocando apenas a sua vida em risco, mas de outras pessoas também.

4- Vias para ciclistas

Se o local em que estiver pedalando tiver ciclovia, ande sobre ela e não no asfalto, ela direcionará melhor o trânsito. A faixa que delimita o espaço correto para passar é feita com marcações no chão ou barreiras.

As ciclovias são pistas separadas do asfalto que podem ficar dentro de canteiros ou em outros espaços e são exclusivas para circulação de bicicletas. Já as ciclofaixas são apenas marcações na própria via de automóveis que facilitam a passagem no próprio asfalto. Mantenha sempre seus freios da bike alinhados para te ajudarem no caminho.

No meio dessas, também existem as ciclorrotas que ficam no mesmo espaço que os outros automóveis, ou seja, uma via compartilhada. Nesse caso, é necessário tomar atenção e cuidado a mais com os outros veículos. Por isso também existe a velocidade de 40km/h que é limitada nesses espaços para tranquilizar a circulação.

5- Leis que protegem o ciclista

3 ciclistas urbanos parados conversando e sorrindo

Assim como os ciclistas precisam respeitar as leis, existem regras próprias que os protegem contra possíveis infrações. Segundo o Art.170 do CTB, é proibido que os carros ou outros veículos ameacem o ciclista com o automóvel. Descumprindo essa norma, o motorista pode ser penalizado com multa e até ser suspenso de dirigir.

O Art. 192 te protege no caso do motorista tentar pressionar a bicicleta contra a calçada ou ficar muito próximo de você acelerando sua locomoção. Assim ele estará cometendo uma infração gravíssima, podendo sofrer uma multa.

Uma dica para você ciclista é andar sempre nas bordas da pista, evitando acidentes e respeitando as sinalizações tudo correrá tranquilamente. Agora, se você sofrer alguma infração, procure por seus direitos. O ciclismo cresce a cada ano e aos poucos esse meio sustentável de transporte se torna cada vez mais valorizado e comum.

Saiba também quais são os tipos de bicicleta diferentes para entender qual a melhor para você usar nas ruas da cidade. Esperamos que você tenha gostado desse conteúdo. Compartilhe com aquele seu amigo ciclista que precisa conhecer essas dicas e te esperamos no próximo post!

Deixe um comentário